NOTÍCIAS

Loading...

REVALIDAÇÃO MEDICA

Loading...

domingo, 29 de março de 2015

MAIS MÉDICOS: Ministro da Saúde vê com preocupação decreto sobre Mais Médicos


O ministro da Saúde, Arthur Chioro, classificou de um verdadeiro atentado ao Programa Mais Médicos e que pode deixar cerca de 63 milhões de brasileiros sem assistência médica em todo o país, a proposta de autoria do PSDB, em tramitação no Senado Federal, de invalidar o termo de cooperação firmado pelo governo brasileiro com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

segunda-feira, 23 de março de 2015

Curso preparatório para provas de Revalidação Médica (MAXPÓS)

LANÇAMENTO DO 1º MÓDULO DO CURSO PREPARATÓRIO PARA REVALIDAÇÃO MÉDICA.

CURSO COMPLETO NAS 5 (CINCO) ÁREA DA REVALIDAÇÃO

TOTALMENTE EAD (ENSINO A DISTÂNCIA)

CURSO COMPLETO EM 8 (OITO) MÓDULOS ATÉ JUNHO 2015

MATRICULA PELO SITE

quarta-feira, 18 de março de 2015

Inscrições para o Celpe-Bras



Estrangeiros e brasileiros que moram no país ou no exterior e que não tenham o português como língua materna podem se inscrever para o exame para obtenção do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras). As inscrições para a primeira edição das provas em 2015 estão abertas a partir desta quarta-feira, 11. O prazo vai até as 23h59 (horário de Brasília) de 1º de abril.

BOMBA DO “MAIS MÉDICOS”: Gravação mostra como governo do PT mascarou objetivo de financiar Cuba

O Jornal da Band revelou nesta terça-feira gravações bombásticas de uma reunião anterior ao lançamento do “Mais Médicos” na qual assessores do Ministério da Saúde* e a atual coordenadora** do programa na Organização Panamericana de Saúde (Opas) discutiram meios de mascarar o objetivo do governo do PT de financiar a ditadura cubana, reservando a maior parte do orçamento a profissionais do país dominado pelos irmãos Castro.

A pauta da reunião incluiu:

a) Como disfarçar a preferência do governo por Cuba:

Solução: simular uma abertura para médicos de outros países.

b) Como disfarçar a vinda dos vigias do regime, que fiscalizam os escravos médicos para impedir deserções:

Solução: inflar o número de escravos.

c) Quanto do salário dos escravos ficará com a ditadura:

Solução: 60% para o governo e 40% para o médico, como estipulou Marco Aurélio Garcia, assessor internacional da Presidência. (A ditadura acabou abocanhando mais de 70%.)

FONTE: VEJA.COM
 Assista à comprovação de tudo!






"REVALIDAÇÃO MÉDICA: Bem, acho que agora descobrimos porque foram excluídos ou tiveram dificuldades para se inscrever no programa, médicos com diplomas de países da América do Sul"

terça-feira, 17 de março de 2015

MAIS MÉDICOS: Terceira chamada do Mais Médicos oferta 930 vagas



Profissionais inscritos têm até 20h desta quarta-feira (18) para selecionar os municípios onde pretendem atuar.

As inscrições para terceira chamada do edital 2015 do programa Mais Médicos começam a partir desta terça-feira (17).

Nessa etapa, são 930 oportunidades em 530 municípios e 10 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Os profissionais com CRM Brasil inscritos devem acessar a página do Programa até 20h desta quarta-feira (18).

Ao todo, 4.362 candidatos podem optar entre as cidades disponíveis. Os profissionais inscritos nesta chamada devem se apresentar aos municípios de 23 a 27 de março com documentação exigida em edital e começam a atuar nos municípios no dia 6 de abril. Caso ainda existam vagas, no dia 10 de abril, será aberta chamada para brasileiros formados no exterior e, em 5 de maio, para médicos estrangeiros.

domingo, 15 de março de 2015

MEDICINA: Comissão de Educação analisa projeto de exercício social para médicos recém-formados



A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) examinará na terça-feira (17) projeto que obriga médicos recém-formados em faculdades públicas ou privadas com financiamento público a exercerem a profissão, por dois anos, em municípios com menos de 30 mil habitantes ou em comunidades carentes de regiões metropolitanas (PLS 168/2012).

O chamado “exercício social da profissão” deverá ser feito imediatamente após a conclusão do curso, em jornada integral e exclusiva de 40 horas semanais, com contrato regular de trabalho, financiado pela rede de saúde à qual o médico recém-formado estiver vinculado.

A exigência aplica-se aos graduados em cursos de Medicina, Enfermagem, Psicologia, Odontologia, Fisioterapia, Nutrição e Farmácia, além de outros estabelecidos em regulamento.

O texto aprovado é um substitutivo do senador Paulo Paim (PT-RS), relator da matéria, favorável ao PLS 168/2012, de autoria do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), e pela prejudicialidade do PLS 79/2013, do ex-senador Jayme Campos, que tramita em conjunto.

Programas

Também constam da pauta da comissão outros cinco itens, entre eles um requerimento do senador Paulo Paim para a realização de audiência pública para debater os programas de incentivo a educação do governo federal, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o Ciência sem Fronteira.

A reunião começa às 11h, na sala 15 da Ala Senador Alexandre Costa.

Agência Senado